sexta-feira, 22 de julho de 2011

Espera..

Imagem de Grace Patterson


A espera licha, corta, chuta
às vezes a gente quase não suporta
parece uma sensação de chuva,
de cair e não se levantar..
esperar.. a espera que a esperança é
e quem sabe até
temperada com um pouco de fé..
é "hemorragia de lágrima", é sufoco,
é o que deixa qualquer um louco;
só esperando o final da espera
ai, quem me dera..
poder mudar essa atmosfera
que fica tensa, na expectativa..
com a idéia aflitiva de que a espera
pode nunca se acabar,
restando só essa inútil esperança;      
de só esperar.
    só esperar.
        esperar.
              rar.
              ar.
                 .


Taynara Andrade

3 comentários:

  1. Espera... dá tempo... :))

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Taynara, vim te visitar e deixar um forte abraço para você. Quanto a essa poesia, achei-a linda e muito profunda. Parabéns!
    Beijos

    Sol

    ResponderExcluir
  3. Teus versos me lembraram destes:

    Leitura em branco

    Meus dedos liam Manoel de Barros
    enquanto meus olhos liam o portão.
    Minha mente lia a lembrança do teu rosto
    ao mesmo tempo que lia pelos bancos
    um vazio de árvores, vento, flores.
    O meu desejo leu por uma hora
    a vontade pelo desconhecido.

    (George Ardilles)

    ResponderExcluir